Iceberg gigante se solta de geleira na Antártica

Cientistas temem que um gigantesco iceberg, do tamanho das cidades de São Paulo e Rio juntas, e que se desprendeu da Antártica, afete o clima no mundo inteiro.

Rodrigo BocardiNova York, EUA









Esse, sim, é um gigante do mar e está à deriva. Um iceberg de 2.500 quilômetros quadrados. Isso equivale ao tamanho da cidade de São Paulo e do Rio de Janeiro juntas. De uma extremidade a outra, chega a 400 metros: maior do que o Empire State Building.

O pedaço de gelo fazia parte da enorme geleira Mertz. A Mertz está localizada na Antártida oriental e se estende sobre o Oceano Atlântico na direção de Melbourne, na Austrália.

Duas semanas atrás um dos maiores icebergs da Antártida, o B-9B, que nasceu com cinco mil quilômetros quadrados e se desprendeu do continente Antártico em 1987, se chocou com a Mertz e isso resultou neste novo iceberg.

Parece tudo muito distante de nós, que estamos no continente americano. No Brasil ou nos Estados Unidos, mas os cientistas alertam que essa placa de gelo solta por aí pode afetar o mundo inteiro. Tantos os seres vivos do mar quanto os da terra.

O novo iceberg é tão grande que pode abastecer com água, durante um ano, um terço da população mundial. Quando um iceberg destes flutua rumo a climas mais quentes, leva décadas para derreter, mas sem grandes impactos sobre as correntes oceânicas.

O problema é se ele permanecer onde está nesta sexta-feira (26), perto da geleira, numa zona chamada Polinia, área com água mais fria, rica em sal, ambiente essencial para a vida marinha.

Se toda essa quantidade de gelo derreter pode haver alteração da salinidade, da consistência e da temperatura das águas profundas dos oceanos, que transportam oxigênio. Mudanças lá embaixo afetam o ciclo de vida dos peixes e modificam as correntes marítimas.

Os pesquisadores australianos, que monitoram a Antártida, dizem que esse novo iceberg surgiu por causa de movimentos naturais das placas de gelo e não tem a ver com mudanças do clima.

O clima pode mudar, aí sim, dizem eles, com esse novo gigante do mar que navega à deriva.

Related Posts

Nenhum comentário:

Postar um comentário